Aprenda como conseguir renda para iniciar um negócio próprio

Aprenda como conseguir renda para iniciar um negócio próprio

negócio próprio

O início de um negócio próprio não é nada fácil. A burocracia para abrir uma empresa, a captação de recurso para subsidiar suas atividades e a contratação de pessoas competentes para ajudar no trabalho são alguns dos desafios do futuro gestor.

Para não entrar na estatística divulgada pelo IBGE de que 6 em cada 10 empresas fecham antes de completar 5 anos de operações, é recomendado que seja feito um planejamento com atenção. E o primeiro passo para abrir um negócio próprio deve ser levantar capital.

No processo de estruturação de uma empresa, muitas boas ideias são deixadas de lado por falta de recurso para colocá-las em prática e, por isso, é interessante pesquisar diferentes maneiras de conseguir investimento. Assim, boas práticas não são descartadas precocemente e podem trazer muitos benefícios financeiros no futuro.

Esse artigo é uma forma de ajudar o pequeno e médio empreendedor a conhecer as diversas formas de captação e dar o ponta pé inicial para o seu negócio próprio. Vamos lá?

Poupe

Uma boa alternativa para conseguir renda é fazer economias e acumular capital próprio. Dessa forma, é possível investir no início do negócio sem ter que se comprometer com obrigações e dívidas com terceiros.

O controle de gastos no dia a dia, além de um bom planejamento a respeito dos recursos necessários para esse início, é a ferramenta mais indicada para tirar do papel o sonho do negócio próprio.

Procure um sócio

Ainda na linha de tentar dar início ao negócio com capital próprio, a formação de sociedade pode ser interessante quando o objetivo é conseguir a renda necessária para empreender e financiar as atividades da empresa. Uma sociedade pode se basear em diversos tipos de relação, seja dividindo investimentos ou até mesmo os deveres da administração.

Ainda que nessa forma de captação você tenha que compartilhar os resultados com outra pessoa, o fato de ter alguém para enfrentar as dificuldades e as despesas junto com você também pode ser um incentivo a escolha dessa alternativa. Além disso, um sócio proporciona fugir das taxas cobradas pelos bancos e possibilita ter outra pessoa na administração que também acredita no sucesso do empreendimento.

Recorra a familiares para abrir um negócio próprio

Caso as alternativas que contam com o capital próprio não sejam suficientes para abrir a empresa, é necessário recorrer ao capital de terceiros. As pessoas mais próximas e que têm algum elo afetivo com o futuro empreendedor podem ser as responsáveis por financiar as operações iniciais. Um familiar pode emprestar algum dinheiro oferecendo taxas menos agressivas que um banco, por exemplo. Desde que o tomador do empréstimo não confunda o relacionamento entre parentes com os negócios e se comprometa a honrar o pagamento, essa pode ser uma boa opção para iniciar uma empresa.

Pegue um empréstimo

Outra forma de obter capital de terceiros são os empréstimos. Bancos e instituições financeiras proporcionam o aumento de caixa, desde que sejam pagas taxas de juros sobre esse empréstimo. Essa é uma alternativa que precisa ser bem estudada antes de colocada em prática. Modalidades de empréstimo com garantia, onde você pode colocar seu veículo ou imóvel em garantia, são modalidades bem recomendadas pelas baixas taxas de juros.

Uma pesquisa sobre os custos iniciais, a necessidade de capital de giro e a estruturação do fluxo de caixa pode ajudar a definir exatamente os termos de empréstimo aos quais o gestor pode se submeter.

Ler o contrato com o auxílio de um profissional também pode contribuir para que o empreendedor esclareça dúvidas a respeito de prazos e cobranças. Um empréstimo mal planejado vai trazer preocupações e dores de cabeça, além de prejudicar a saúde financeira da empresa. Conheça aqui algumas modalidades de empréstimo pessoal para seu negócio próprio.

Crie um financiamento coletivo

O financiamento coletivo, ou crowdfunding, consiste em criar uma campanha para arrecadar fundos de quem compartilha do mesmo propósito que você. Em plataformas na internet como Kickante, Vakinha ou Catarse, é possível inserir um projeto e compartilhá-lo em busca de interessados em contribuir com o mesmo.

Ainda podem ser oferecidas recompensas para quem ajudar, seja por meio de um produto que será vendido pela futura empresa, seja através de um serviço que ela vai oferecer quando iniciar suas atividades. Essa é outra forma de dar um início a um negócio próprio a partir do levantamento de capital de terceiros.

Busque programas de incentivo do governo

O governo brasileiro tem alguns programas que incentivam o pequeno e médio empreendedor, e essa pode ser uma boa alternativa para quem busca conseguir renda com a finalidade de financiar o começo de uma nova empresa. O aumento da oferta de crédito, além da criação do Portal do Empreendedor e da Instituição Amiga do Empreendedor, são ferramentas que o governo disponibiliza para auxiliar quem está começando no mundo dos negócios.

Enquanto o Portal do Empreendedor busca facilitar o cadastro de Microempreendedores Individuais (MEI) junto ao governo, a Instituição Amiga do Empreendedor tem como objetivo qualificar empresários de pequeno porte. A oferta de crédito, por sua vez, é um incentivo do governo aliado aos bancos para disponibilizar empréstimos a juros menores e oportunidades de renegociação de dívidas. A partir dessas três frentes, o empreendedor pode conseguir boas condições para captar recursos e qualificação.

Somado a isso, o Programa Crescer também é uma alternativa criada pelo Governo Federal que facilita o crédito destinado exclusivamente para atividades produtivas, contribuindo para a formação e geração de trabalho e de renda.

Recorra a linhas de crédito especiais

Na mesma linha de facilitar o crédito para quem está querendo abrir seu negócio próprio, o Guia do Empreendedor aponta 7 linhas de crédito especialmente destinadas ao investimento em empresas de pequeno e médio porte. Algumas dessas linhas, como por exemplo as oferecidas pelo BDMG e pela Caixa Econômica Federal, oferecem prazos e taxas de juros mais interessantes.

Os desafios para quem quer iniciar um negócio próprio são grandes, mas com planejamento e um fluxo de caixa bem estruturado é possível superar cada um deles.

Podemos ajudar você a abrir seu negócio próprio

Se você está iniciando essa jornada, entre em contato com a Quero Financiar e conheça os benefícios e modalidades não convencionais que o empreendedor pode usufruir. Somos uma empresa que te ajuda a impulsionar seu empreendimento, oferecendo as mais diversas formas de empréstimo.

Basta acessar nosso site e clicar na aba “fale com um especialista” para tirar o sonho do papel e dar início ao seu próprio negócio.

Ou se preferir, você pode clicar abaixo e conhecer melhor duas das principais modalidades de empréstimo com garantia que existem no mercado, cada uma com suas características e vantagens e ambas com taxas de juros muito interessantes para você iniciar seu negócio próprio. Conheça melhor e solicite seu empréstimo conosco, teremos o maior prazer em ajudar você!

Deixe um comentário

Leia também:

  • Hábitos financeiros que você precisa adotar

    Embora a educação financeira não seja tão comum quanto deveria, a saúde financeira é uma necessidade. Parece contraditório, certo? Poucas pessoas sabem realmente o que fazer com o dinheiro que tem em mãos, e como cuidar das finanças domésticas. Por isso, separamos algumas informações sobre comportamentos saudáveis que você precisa ter para melhorar as contas

    21 de março de 2023
  • Entenda como funciona a avaliação de carros usados no financiamento

    Você sabe como funciona a avaliação de carros usados em financiamentos? Muitas pessoas desejam trocar de automóvel, mas não têm o dinheiro para realizar a compra à vista, por isso investem em um financiamento e conseguem realizar a compra de um  carro novo ou usado. Algumas aproveitam o veículo que está na garagem e dão como entrada, diminuindo assim,

    28 de fevereiro de 2023
  • Aprenda como calcular a carga tributária da empresa!

    Saber como calcular carga tributária corretamente é um desafio que todo empreendedor que atua no Brasil precisa enfrentar. O sistema tributário nacional é muito complexo e conta com uma série de impostos, taxas e contribuições que se não forem corretamente considerados pelo empresário podem resultar em grandes problemas nos negócios. Neste artigo, abordaremos as principais

    30 de janeiro de 2023