Compra ou aluguel de imóveis? Descubra qual é melhor para você

Compra ou aluguel de imóveis? Descubra qual é melhor para você

Compra ou aluguel de imoveis descubra qual e melhor para você
Divulgue essa notícia

Chegou o momento de realizar o sonho da casa própria, mas há um pequeno problema: mesmo com diferentes opções no mercado, a dúvida principal é qual das alternativas entre compra ou aluguel é a que vale mais a pena.

Não se preocupe. Neste texto você conseguirá identificar qual é a melhor opção para a sua situação. Confira:

Qual o melhor: a compra ou aluguel de um imóvel?

Para esclarecer essa questão nós precisamos ir com calma. Afinal, obter um imóvel abrange diferentes fatores. Primeiro, a questão pessoal, já que provavelmente o sonho de ter um lugar só seu é o motor para essa procura. Segundo, é o financeiro, é ele que vai definir se esse objetivo pode se tornar real.

Por isso, a resposta para a pergunta sobre alugar ou comprar não é tão simples. Mas vamos começar com a compra.

Já me decidi: quero comprar um imóvel!

Ao tomar a decisão de comprar um imóvel você tem duas alternativas: pagar o imóvel à vista (o que é uma situação bem rara) ou financiá-lo por meio de um banco. No caso da primeira opção, o dinheiro já terá um fim estabelecido, afinal é só pagar a casa.

Porém com a segunda, a situação muda de figura, pois além da mensalidade há os juros. E nesse caso, o valor final pode ser o triplo conforme o tempo de contrato.

Não é a toa que se optar pelo financiamento, essa circunstância deve ser bem analisada para não pagar um valor absurdo. Entretanto, por outro lado, é opção bem mais prática e o imóvel já é seu imediatamente.

E se a minha intenção é alugar?

Agora, no aluguel só há uma escolha: pagar mensalmente o valor no período estipulado. Em alguns lugares, é provável que algumas taxas de manutenção sejam adicionadas.

Contudo, o aluguel costuma ser uma opção para aqueles que: não têm o dinheiro total do imóvel, não pretendem ficar muito tempo no local ou é mais viável financeiramente pagar o aluguel.

Além disso, o valor total pode ser bem mais barato que o financiamento e, com isso, ser possível usar a sobra para investir em uma aplicação durante o tempo do contrato. Há grandes chances de até conseguir dinheiro suficiente para comprar o imóvel à vista.

Então…

Como vimos, ambas opções têm possibilidades interessantes e por isso não é tão simples responder a pergunta. Se formos pelo lado financeiro, o aluguel é mais interessante, enquanto por questões de comodidade, a compra, especificamente o financiamento, pode ser a melhor opção.

Se ainda há dúvida existe uma conta que pode auxiliar para decidir qual é o melhor. O primeiro passo é saber qual é a taxa de aluguel do imóvel. Para isso, você vai pegar o valor do aluguel e dividir pelo preço da propriedade e depois multiplicar o resultado por 100.

Com a taxa em mãos você vai comparar o resultado com o rendimento de aplicações como poupança, CDB, tesouro direto, entre outras. Se os investimentos forem menores que a taxa de aluguel, é melhor comprar o imóvel, se não, o melhor é alugar e investir as sobras.

No caso de financiamentos, procure comparar a taxa de aluguel com o CET (Custo Efetivo Total) do financiamento.

Quais são as vantagens e desvantagens de alugar ou comprar?

Em termos de vantagens, ambos possuem condições interessantes, por exemplo, ao optar pela compra ou financiamento, o imóvel já é seu. Além disso, qualquer reforma, retoque ou mudança que você tenha interesse em realizar pode ser feita sem problemas.

Outro ponto é que futuramente pode ser que o imóvel se valorize e consequentemente aumente o seu preço no mercado. Também, os contratos não sofrem modificações como é comum no aluguel.

Contudo, as parcelas do financiamento costumam ser bem maiores do que as do aluguel e o banco tem o direito de ficar com o imóvel em caso de inadimplência.

Já com o aluguel a situação é um pouco diferente. Primeiro, é mais fácil quebrar o contrato desse tipo de negociação. O que possibilita ao interessado entrar ou sair com facilidade.

Segundo, a mensalidade do aluguel costuma ter valores mais atrativos e que não necessitam de um investimento tão pesado.

Além do mais, o custo para a manutenção do local fica a cargo do proprietário e não do morador. O que já é uma grande economia.

A principal desvantagem, com certeza, é da locação não ser totalmente sua. Com isso, qualquer modificação precisa ser negociada com o dono.

Bem, apresentado esses pontos, vamos entender o que é preciso para alugar ou financiar um imóvel? Veja:

Como se planejar para alugar ou financiar um imóvel?

As duas escolhas possuem o mesmo princípio que é o planejamento. Tanto financiar quanto alugar, necessitam que o interessado esteja organizado financeiramente.

Já que obter um imóvel não é uma condição barata, saber qual é o seu orçamento, ganhos e gastos é fundamental.

Procure usar planilhas e calcular o quanto de rendimento sobrará no fim do mês para investir. Principalmente se o seu objetivo é o financiamento. O melhor é separar 20% de seu faturamento.

Especialistas também recomendam que o ideal é ter renda suficiente para quitar pelo menos 30% do imóvel. Visto que quanto menor for o valor do financiamento, menores são as parcelas e as taxas.

Se tratando das taxas de financiamento, é importante prestar atenção, pois existem taxas de transferência, documentação, encargos bancários e imposto. Sem falar do IPTU, seguro, entre outras despesas. Procure guardar uma quantia para elas.

Com o aluguel, além do planejamento do orçamento, é essencial saber qual será a mensalidade assim como a taxa de condomínio cobrada. Em alguns casos, água, luz e internet também podem ser solicitados. Preste atenção.

É interessante que o preço final não passe dos 30% da renda mensal. Assim, é possível pagar as despesas durante os dois anos de contrato.

Também é importante que o inquilino cheque as condições físicas do imóvel antes de fechar o contrato. Paredes, instalações hidráulicas e elétricas devem ser inspecionadas. Todas as características precisam constar na vistoria quando for assinar o contrato.

E ai? Já está pronto para decidir entre a compra ou aluguel? Esperamos que sim. Não deixe de comentar se ainda tem alguma dúvida ou se o texto te ajudou.

1 comentário

Deixe um comentário

Leia também:

Compartilhe e nos ajude:
Conheça nossas soluções de crédito
Visite nossas redes sociais
Últimas postagens
PRA VOCÊ
Últimas postagens