Afinal, o que é Custo Efetivo Total? Saiba tudo sobre ele!

Afinal, o que é Custo Efetivo Total? Saiba tudo sobre ele!

custo efetivo total

Em alguns momentos da vida, a nossa situação financeira pode sair do controle, seja devido a um gasto inesperado, desemprego ou ao acúmulo de dívidas por falta de planejamento. Então, a necessidade de recorrer a instituições financeiras para solicitar um empréstimo fica iminente.

No entanto, o que pouca gente sabe é que, normalmente, em uma operação de crédito, estão embutidas as tarifas, encargos e demais taxas, por exemplo, o Custo Efetivo Total (CET).

Grande parte das pessoas, quando solicitam um crédito, só prestamos atenção na taxa de juros ou no tamanho das parcelas. Logo, ter conhecimento sobre todas as tarifas presentes em uma transação bancária possibilita que o consumidor saiba exatamente o quanto aquele dinheiro emprestado vai custar.

Neste post, vamos explicar tudo sobre o CET, como ele é calculado e como saber se você está tomando a melhor decisão. Boa leitura!

O que deve ser avaliado antes de solicitar um empréstimo?

O sonho de todo mundo que está passando por alguma dificuldade financeira é que os problemas fossem resolvidos sem a necessidade de pegar empréstimos. Afinal, independentemente do momento, a verdade é que pegar dinheiro emprestado envolve assumir uma grande responsabilidade, além da confiabilidade de quem está emprestando.

Em situações emergenciais, o empréstimo pode ser uma boa alternativa. Porém, é importante saber identificar o momento certo de solicitá-lo. Ao realizar esse tipo de transação, o número de parcelas costuma ser a perder de vista e, por isso, o dinheiro para o pagamento deve ser separado todos os meses, para não ocasionar um descontrole nas finanças.

Como saber se empréstimo realmente vale a pena?

Imprevistos financeiros podem acontecer na nossa vida a qualquer momento. Mas, em algumas situações, é importante saber se um empréstimo é, de fato, a melhor opção para sair do vermelho.

De modo geral, para saber quando um empréstimo é viável, é preciso considerar as taxas de juros e os encargos cobrados para a concessão do crédito. Ao pesquisar e avaliar as modalidades disponíveis, é indispensável verificar o percentual que corresponde ao CET. Mas, afinal, o que é e para que serve o Custo Efetivo Total?

O que é o Custo Efetivo Total?

O CET nada mais é do que uma taxa que engloba todos os encargos e despesas incidentes nas transações de crédito, ou seja, é o valor que a empresa cobra pela prestação do serviço. Portanto, ao contratar uma operação de crédito, é fundamental saber tudo o que está sendo pago.

Por esse motivo, o principal objetivo do CET é proporcionar ao consumidor uma maior clareza na hora de solicitar um empréstimo ou financiamento, de modo que ele saiba quais são todos os custos que incidem sobre a operação antes de contratá-la.

Como ele é calculado?

Saber calcular o CET pode ajudar você a tomar decisões financeiras mais inteligentes e seguras. Nem sempre o empréstimo que apresenta as menores taxas de juros é o mais barato ou mais vantajoso, pois, ao incluir todas as tarifas, encargos e seguros, o custo final pode ser maior, apesar dos juros baixos.

O valor do custo efetivo corresponde a soma das taxas de juros, tributos, tarifas, gravames, IOF, registros, seguros, dentre outras despesas contratuais. Entretanto, o cálculo é feito por meio de uma fórmula matemática relativamente complexa.

Para aqueles que pretendem solicitar um empréstimo e não têm muito conhecimento sobre a matemática financeira, existem ferramentas que auxiliam os tomadores. Uma das mais conhecidas é a calculadora de Custo Efetivo Total. Para calcular, basta preencher os dados sobre a operação e obter o percentual do CET.

Quais os principais custos de um empréstimo?

Um dos erros mais comum na hora de pegar o dinheiro emprestado é fazer os cálculos das parcelas baseado somente nas taxas de juros. Diante disso, muitos indivíduos acabam esquecendo de avaliar outras tarifas e tributos que também compõem o valor final do seu financiamento — que se refere ao CET.

Além do mais, cada instituição tem sua própria política e, por isso, não é possível tratar todas as taxas e encargos de forma padronizada.

Confira, a seguir, algumas despesas que podem ser inseridas nas operações financeiras e que são incluídas no cálculo do CET.

  • taxas de juros;
  • taxas de análise de crédito;
  • tarifa de abertura de cadastro;
  • taxas administrativas em geral;
  • seguros em geral;
  • tarifas em geral;
  • tributos em geral IOF (Imposto sobre Operação Financeira).

Como usar o CET para tomar a melhor decisão sobre empréstimos?

Agora que você sabe o que é Custo Efetivo Total e para que ele serve, já deve ter compreendido o quanto é importante analisá-lo antes de fechar qualquer negócio, principalmente ante de se comprometer financeiramente por um longo período. Dessa forma, todo cidadão interessado em solicitar alguma linha de crédito deve utilizar essa taxa ao seu favor.

Além disso, vale ressaltar que os bancos oferecem taxas menores quando comparados a outras instituições financeiras. Em contrapartida, alguns bancos, nem sempre, apresentam todos as tarifas e encargos cobrados no momento da contratação.

Sendo assim, mesmo que uma instituição ofereça juros e prazos semelhantes aos de outra empresa, o custo das duas operações pode ser diferente. Para saber se você tomou a melhor decisão ao solicitar um determinado empréstimo, o parâmetro mais adequado para ser analisado de todas as opções é o Custo Efetivo Total.

Como já mencionado, ao optar por pegar uma quantia emprestada, é importante olhar o CET e, com isso, ter o máximo de clareza do que você vai pagar. Diante disso, várias empresas oferecem modalidades de empréstimos, com preços e juros mais atrativos do que as instituições convencionais. Um bom exemplo que podemos citar é a Quero Financiar, que apresenta diversas opções de empréstimos com garantia.

Toda decisão financeira é melhor tomada quando a pessoa tem conhecimento sobre as diversas linhas de créditos, e também quando ela se planeja de forma eficiente. Portanto, o ideal é sempre comparar o percentual do Custo Efetivo Total entre as modalidades financeiras e encontrar a melhor opção para o seu bolso.

Então, gostou do post? Entre em contato conosco e solicite o seu empréstimo com as melhores condições de pagamento.

2 Comentários

Deixe um comentário

Leia também:

  • Hábitos financeiros que você precisa adotar

    Embora a educação financeira não seja tão comum quanto deveria, a saúde financeira é uma necessidade. Parece contraditório, certo? Poucas pessoas sabem realmente o que fazer com o dinheiro que tem em mãos, e como cuidar das finanças domésticas. Por isso, separamos algumas informações sobre comportamentos saudáveis que você precisa ter para melhorar as contas

    21 de março de 2023
  • Refinanciamento de Veículos BV Financeira

    Conheça um pouco mais sobre a linha de refinanciamento de veículos da BV Financeira e veja se é uma opção interessante de empréstimo para você.

    Conhecer as diferentes modalidades de crédito existentes no mercado é muito importante para quem busca empréstimo dentro de seu perfil e necessidades. Porém, conhecer somente as modalidades de empréstimo não é suficiente para conseguir o melhor crédito, é preciso pesquisar entre diferentes instituições financeiras aquelas que tem as melhores condições.

    13 de setembro de 2016