Capital social: entenda o que é

Capital social: entenda o que é

capital social
Divulgue essa notícia

Saber o que é, como definir e como o capital social de uma empresa pode ser aplicado é uma dúvida comum, principalmente para os empresários menos experientes, que ainda não dominam todos os termos envolvidos no mundo dos negócios.

A definição correta de um bom capital social, no entanto, é um tema muito relevante que deve ser bem entendido logo no início do negócio, visto que é essencial para uma administração bem-sucedida.

Para ajudar a entender melhor esse assunto, neste artigo vamos falar sobre o tema e mostrar a importância do capital social para o crescimento, consolidação e fortalecimento do negócio no mercado. Se quiser se manter bem informado, continue a leitura e acompanhe!

O que é o capital social de uma empresa?

O capital social corresponde ao valor que os empresários, sócios ou acionistas determinam para a empresa no momento de sua abertura. Ele também pode ser compreendido como o valor inicial bruto que precisa ser investido para que as atividades sejam iniciadas.

O capital social também deve levar em consideração o tempo inicial estimado até que o negócio comece a gerar lucros, de modo que ele consiga se manter sustentável e competitivo pelo período necessário até que os retornos aconteçam.

O capital social deve ser tratado com a mesma seriedade e estratégia que as demais áreas da empresa, uma vez que a sua definição terá influência direta na credibilidade a ser alcançada no mercado. Um departamento de contabilidade consistente é essencial para a definição correta do capital social de uma empresa.

Para que serve o capital social de uma empresa?

O principal objetivo do capital social é garantir a manutenção da empresa, o que na prática significa que o valor será usado para a compra de equipamentos, computadores, móveis e pagamento de todas as demais despesas envolvidas na administração da organização.

Nesse contexto um bom capital social é uma garantia significativa de que a empresa terá um “fôlego” inicial para começar as suas atividades com tranquilidade e planejamento. Diante disso o ideal é declarar um valor real e investir esse dinheiro com estratégia até que os resultados comecem a aparecer com consistência.

Como definir o capital social de uma empresa?

Definir o capital social da empresa é uma tarefa que requer estudo e visão, por isso é preciso considerar diversos pontos importantes na hora de tomar a decisão final sobre o assunto.

Para isso é aconselhável fazer um estudo sério e considerar questões fundamentais como materiais e insumos que serão usados na linha de produção, gastos com folha de pagamento, publicidade, manutenção e aluguel, entre outras despesas importantes.

O ideal é que os sócios se reúnam e discutam a questão com a devida seriedade, a fim de estabelecer um valor que seja viável e coerente com as necessidades e possibilidades de lucro da empresa, sempre de acordo com um sólido planejamento.

Como funciona o capital social para profissionais individuais?

Existem dois formatos jurídicos distintos para abertura de uma empresa sem sócios, que são como Empresa Individual ou como Empresa Individual de Responsabilidade Limitada (EIRELI), que permite até 1 sócio.

Empresário Individual

Quem vai abrir uma empresa na modalidade de profissional individual deve se informar sobre as exigências e cuidar para que todas as etapas sejam realizadas de acordo com o que a legislação recomenda. Uma dica é começar com um valor pequeno, em torno de R$ 1000,00, e, caso seja necessário, modificar esse montante futuramente.

Essa recomendação é vantajosa, pois dessa forma o processo de registro do CNPJ (Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica) é realizado e partir dele pode ocorrer a emissão de nota fiscal para os clientes.

São classificadas como empresas individuais negócios com faturamento anual máximo de até R$ 360.000,00 (Micro Empresa) ou até R$ 4,8 milhões (Empresa de Pequeno Porte).

EIRELI

Um ponto importante que precisa ser ressaltado é que a dica de começar com um valor pequeno não pode ser aplicada para quem optar pela abertura de uma EIRELI, uma vez que para essa modalidade é exigido um valor de pelo menos 100 salários mínimos vigentes no momento da abertura.

O valor cobrado para a abertura da EIRELI tem como objetivo garantir o pagamento de fornecedores e colaboradores, caso a empresa deixe de existir. Outra questão relevante é que nessa modalidade as dívidas da empresa não podem afetar o patrimônio pessoal do empresário.

Como funciona o capital social para MEI?

É classificado como MEI (Microempreendedor Individual) profissionais autônomos que têm rendimentos de até R$81.000,00 por ano. Diferentemente de uma EIRELI, no caso do MEI não existe exigência de valor mínimo para se começar uma empresa, sendo possível fazer o registro a partir de apenas R$1,00.

Esse formato é interessante apenas para quem tem o faturamento mensal de até R$ 6750,00, visto que não é permitido utilizar essa categoria com valores maiores que esse. Para profissionais informais é uma ótima oportunidade de regulamentação.

Como formalizar o capital social de uma empresa?

Uma vez definido o valor do capital inicial da empresa, é preciso formalizar esse dado e discriminar por escrito o montante no contrato social estabelecido. Na oportunidade devem ser especificados pontos como a natureza do capital investido por cada sócio, assim como a maneira que ele será disponibilizado (dinheiro, bens imateriais ou materiais etc.).

O valor do capital social pode ser alterado caso seja necessário, sendo que após cada aumento é preciso realizar o registro das alterações no contrato social. Também é possível diminuir esse item, porém é muito raro que isso aconteça, sendo mais comum que as empresas corrijam os valores de forma ascendente.

Quanto melhor for o capital social da empresa, mais bem posicionada no mercado ela tende estar, por isso é preciso se atentar a essa questão com a devida atenção que ela merece.

Agora que você já sabe a importância do capital social bem definido para uma empresa, inclusive para as menores, profissionais individuais e MEI podem se organizar de acordo com os objetivos definidos e as metas a serem alcançadas. Com foco e comprometimento é possível obter bons resultados.

Quer ter acesso a conteúdos exclusivos e relevantes? Então siga nosso Facebook e acompanhe as novidades!

Deixe um comentário

Leia também:

Compartilhe e nos ajude:
Conheça nossas soluções de crédito
Visite nossas redes sociais
Últimas postagens
PRA VOCÊ
Últimas postagens