Entenda como funciona o empréstimo para autônomo

Entenda como funciona o empréstimo para autônomo

empréstimo para autônomo
Divulgue essa notícia

Para quem tem carteira assinada, um empréstimo é comum e fácil de fazer. Existem opções para negativados e pessoas com o nome altamente restrito. No entanto, conseguir um empréstimo para autônomo não é tão simples assim.

Além de não existir empresas especializadas para esse tipo de público, até pouco tempo eram necessárias milhares de comprovações para conseguir um empréstimo, mesmo aqueles de valor baixo.

Atualmente, a situação mudou, sendo possível obtê-lo até pela internet! Continue a leitura e confira nossas dicas sobre como conseguir um empréstimo sem carteira assinada.

Entenda a situação dos autônomos no Brasil

É normal que em situações de crise econômica e política e com o fechamento de diversos postos de trabalho, surjam mais profissionais autônomos e microempreendedores.

Em 2015, já eram 4,3 milhões de pessoas trabalhando por conta própria, o equivalente a 19,3% da população em alguma atividade trabalhista. Comparando os valores aos anos anteriores, como 2011, o número de profissionais nessas condições saltou 10,5%.

É normal que, nesse cenário, pedidos de empréstimo para autônomo aumentem substancialmente. Sendo assim, é possível esperar facilidades e melhores condições de empréstimo fornecidas pelas instituições financeiras.

Saiba como comprovar renda

Por não apresentar ganhos constantes, o autônomo precisa comprovar sua renda com a média dos meses e comprovar a estabilidade do seu negócio. Assim, é mais fácil obter o empréstimo para autônomo e conseguí-lo a juros mais baixos.

Para um autônomo, é possível comprovar a renda mediante três formas diferentes:

Apresentação de um extrato bancário dos últimos meses

A apresentação de extratos bancários comprova ganhos recentes. Por isso, só apresenta vantagens se você tiver obtido lucros maiores que o normal. Assim, você receberá uma margem de empréstimo maior; mas, em contrapartida, poderá pagar mais juros por conta do pouco tempo.

Comprovante de Imposto de Renda

Mais do que apenas alguns meses, o Imposto de Renda comprova a situação financeira de certo indivíduo em uma margem de 1 a 2 anos. Mesmo que a média final de ganhos seja relativamente baixa e o empréstimo concedido seja de um valor menor, a instituição financeira tenderá a conter os juros.

Apresentação de recibos dos serviços prestados

Dessa forma, o banco terá conhecimento da natureza do seu trabalho e da fonte do seu dinheiro. É possível que os juros também sejam relativamente melhores.

Fique atento ao pedir um empréstimo para autônomo

Tenha cuidado com os golpes

Quem trabalha por conta própria precisa analisar as instituições financeiras a quem pedirá empréstimos. O ideal é nunca realizar nenhum tipo de depósito antecipado. É possível que você pague e nunca receba o valor prometido. Além de não conseguir o dinheiro necessário, você perderá um montante, piorando a sua situação!

Se o empréstimo for realizado em sites, repare em possíveis erros de ortografia ou se a empresa fornece diferentes meios de contato. Se possível, teste o e-mail e o telefone antes, para comprovar se são mesmo verdadeiros. Além disso, duvide de qualquer valor muito inferior ao praticado pelo mercado.

Tenha atenção ao Custo Efetivo Total (CET)

O Custo Efetivo Total é a taxa que une todos os encargos e despesas produzidos em operações de crédito ofertadas a pessoas físicas, microempresas, autônomos e empresas de pequeno porte.

Algumas empresas apresentam juros menores e, assim, atraem os autônomos. No entanto, ao somar as tarifas impostas por essas instituições financeiras e outras cobranças, o Custo Efetivo Total pode se revelar muito maior. Sendo assim, ao final de todas as parcelas, o empréstimo sairá mais caro que em outra instituição.

Por isso, é importante comparar o Custo Efetivo Total em cada empréstimo. Somente ele poderá indicar o valor real da operação.

Conheça os tipos de empréstimo

Geralmente, é mais fácil conseguir o empréstimo quando o profissional autônomo já tem relações construídas com o banco. Isso acontece pois a instituição financeira tem conhecimento sobre as movimentações do cliente e sua média de ganhos.

As plataformas on-line geralmente são mais simples e menos burocráticas para solicitar um empréstimo. Algumas aprovam a transação em apenas um dia, com poucas comprovações de renda.

Microcrédito

O microcrédito tem como finalidade ajudar pequenos empreendedores a começar ou investir no próprio negócio. Com ele, é possível pagar a dívida com o lucro do negócio. Além de possibilitar um bom empréstimo com pagamento a longo prazo, o microcrédito é a oportunidade para expandir a empresa, diversificar os negócios ou aumentar o capital de giro.

Penhor

Penhorar um bem apresenta a mesma ideia dos refinanciamentos. No entanto, a garantia é obtida por meio da posse de uma joia ou algum outro objeto muito caro. A única instituição capaz de penhorar bens no Brasil é a Caixa Econômica Federal. É possível fazer a avaliação na agência e sair com o dinheiro no mesmo momento. Além disso, os juros do empréstimo pela penhora são muito mais baixos.

Crédito pessoal para autônomo

O crédito pessoal para autônomo não exige comprovação quanto ao uso do dinheiro, somente a comprovação de renda. É a melhor forma para quem precisa de dinheiro rápido, pois a comprovação pode ser feita mediante alguns extratos bancários.

Empréstimo para autônomo com garantia

O empréstimo com garantias também é conhecido como refinanciamento. Nele, você precisa apenas colocar algum bem como garantia. Caso não consiga pagar as parcelas do empréstimo, o bem é vendido e sua dívida é quitada. Por oferecer segurança às instituições financeiras, o empréstimo com garantia geralmente apresenta juros bem menores e maiores prazos para pagamento.

O bem a ser refinanciado pode ser um apartamento, casa, terreno ou veículo. É necessário analisar as condições de cada banco, pois os bens só se transformam em garantias se cumprirem certas normas (como modelo, ano e localização, no caso dos imóveis).

O autônomo pode não ter tantas opções de empréstimo quanto um trabalhador com carteira assinada, mas ainda tem muitas opções. Mas é importante escolher empresas e instituições financeiras sérias, para que o sonho de ampliar um negócio não se transforme em um pesadelo.

Agora que você já sabe tudo sobre empréstimo para autônomo, que tal conhecer as tendências na aplicação de juros para o ano de 2018?

Deixe um comentário

Leia também:

Compartilhe e nos ajude:
Conheça nossas soluções de crédito
Visite nossas redes sociais
Últimas postagens
PRA VOCÊ
Últimas postagens

SOLICITE ONLINE AQUI!

Precisa de um empréstimo?

Os melhores juros você encontra aqui! Solicite sua simulação na Quero Financiar.